quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Vai começar o BBesteira 9!

No próximo dia 13, terça-feira, o Brasil para por causa da maior besteira que já inventaram na TV - o tal do BBB. Lógico, é mais um enlatado que deu certo lá fora e aqui, com nossa "rica cultura" não poderia ser diferente. Afinal, brasileiro gosta de tudo quanto é porcaria - vide as mulheres frutas, as eguinhas pocotó, as Carlas Peres e os Xandes da vida, os Bondes do Tigrão e outras figuras que surgiram num sucesso efêmero e ganharam dinheiro suficiente pra passar o resto da vida no ostracismo. São os "famosos quem mesmo?". Incluo aí os próprios vencedores dos BBBs - o..., a..., aquele que..., ah, tem também a...
Bom, quase ninguém lembra mesmo, deixa pra lá.

O sucesso do programa revela como as pessoas gostam mesmo é de ficar xeretando a vida dos outros ao invés de cuidar da sua. Afinal o que existe de enriquecedor ficar vendo um bando de gente que só quer aparecer e ganhar fama, tomando banho, nadando na piscina, fazendo academia, dormindo, fazendo xixi, transando embaixo do edredom (Opa, isso é bom... pena que eles não mostram!), acordando, comendo, etc? Ainda por cima, toda essa pasmaceira capitaneada pelo chato do Pedro Bial que sabe bem como conduzir os "miquinhos amestrados" que ficam na casa. Pior do que isso é todo mundo acreditar que as 18 pessoas que vão ficar ali foram realmente escolhidas pelo público. Bem fez o Pânico, na edição retrasada, que provou que o BBB é uma verdadeira farsa. O público da saída dos participantes não é família, é figurante contratado. Muitos ali dentro recebem um roteiro do comportamento a seguir - quem será o bonzinho, quem será o maldoso, quem será o engraçado, o metido a besta, a gostosona, o casalzinho, etc. E por isso, claro, já ganham um cachê logo de cara pra seguir seu papel - falam em 30 mil reais cada. Além disso, entre os escolhidos só tem modeletes, dançarinas de palco de algum programa, promoters de eventos e, vamos lá vai, uns dois ou tres coitadinhos que foram selecionados pra dar um ar mais popular ao albergue. Bom, mas não sei de nada.. só estou reproduzindo o que o Pânico mostrou. E, quer a verdade? Apesar de toda a baboseira, o Pânico é mais interessante que o BBB!

O que mais me dá azia nessa estória toda é ver o nobre apresentador global abrir o programa chamando aquele bando de sem serviço de "nossos heróis brasileiros!", como fez nas edições anteriores. Heróis porque ficam 3 meses dentro de uma casa, sem televisão, sem internet, sem contato com o mundo exterior e com toda a mordomia que jamais tiveram em suas casas? Pra mim heróis eram nomeados por outros feitos - elevar o nome do país em nivel mundial como Senna, tentar semear a paz entre os povos como Madre Tereza e Gandhi, salvar vidas como os bombeiros que trabalharam no desabamento das Torres Gemeas e os voluntários e socorristas que ajudaram os desabrigados na enchente de Santa Catarina. Pra mim, esses sim são heróis de verdade, não os que passam o dia todo trocando fuxicos, armando complôs, bancando "os legais" só pra ganhar um milhão de reais. É por isso que temos o presidente que temos que sofre de azia e por isso não lê notícias - não lê jornal ou site, assiste telejornal ou qualquer outro veículo informativo. É verdade! Ele mesmo declarou que tudo que lhe chega sobre o que acontece no mundo lhe é passado pelos seus assessores - e só o que interessa mesmo. Mas com certeza ele assiste ao BBB!

5 comentários

Anônimo disse...

Olá. Parabéns pelo comentário e pelo trabalho na Record. Talvez o Lula disse o que disse para provocar os jornalistas que o criticam. Os da Veja, por exemplo. Mas é apenas uma impressão. Convido você a visitar o meu blog: PalavraCult.com. Abraço e sucesso em 2009!

Luciano disse...

Terminei o curso de Jornalismo em final de dezembro no ano passado, devido ao e-mail recebido hoje de seu blog, conferi e gostei muito do jeito que escreve. Com uma vasta experiência, não preciso dizer que escreve bem e faz um bom tratamento aos assuntos. Espero poder contar com o amigo, para que possa obter mais conhecimento e experiências sobre esta profissão que é tão delirante.
Parabéns.

Ogg Ibrahim disse...

Amigos, obrigado pelos elogios. Nós jornalistas temos a obrigação de escrever e escrever bem. Fazemos o possível para que esse exercício diário seja, de alguma forma, útil a quem nos lê.
Grande abraço.
Ogg

Adriana disse...

Ops...sory apenas uma observação, quase não acreditei quando vi aviso de moderação...você censurando ????

Ogg Ibrahim disse...

Moderar os comentários não é censura, apenas precaução contra brincadeiras de mal gosto, como já houve, de gente que se aproveita do espaço aberto para fazer graça ou aparecer, sem se preocupar com o assunto em questão. Não temo as críticas porque elas me corrigem. E aceitar os próprios erros é sinal de humildade, coisa que acredito ter.

Postar um comentário