sábado, 28 de março de 2009

Ser bem sucedido nesse país é crime!

Essa semana que passou acompanhei de perto o caso da empresária Eliana Tranchesi, dona na loja mais famosa do país, a Daslu. Muitos aplaudiram o fato de uma "socialite" ter sido colocada atrás das grades (e já nãe foi a primeira vez), mesmo que tenha sido por apenas um dia. Mas será que foi realmente necessário todo o circo armado pelo Ministério Público? Seria justa a condenação a 94 anos de prisão pelos crimes por ela cometidos? Não estou paqui para defender ninguém, mas o fato me causa azia. Não pela prisão em si mas pelos ares de folhetim que a coisa tomou e pela hipocrisia das autoridades. Primeiro pela necessidade da justiça de impor a ela uma pena que, na minha opinião, parece um pouco exagerada. Ela lesou os cofres públicos sonegando impostos mas não matou ninguém. Ela cometeu fraudes fiscais mas não vende cocaína. Ela "formou uma quadrilha", segundo o Ministério Público, mas não anda com fuzis e metralhadoras nas mãos nem assalta bancos. Merece sim ser punida, merece até ir pra cadeia pelos atos ilícitos cometidos mas não merece ser execrada como criminosa. Senão teríamos também de mandar pra prisão milhoes de brasileiros que compram recibos e forjam situações no imposto de renda para não pagar mais impostos.

Vale aqui relembrar duas condenações famosas: Juan Carlos Abadia, traficante, 30 anos de pena; Suzane Richthoffen, assassinsato dos pais, 39 anos. Em que os crimes cometidos por eles são mais suaves que os de Eliana Tranchesi, condenada a tres vezes mais tempo de prisão? Entendo perfeitamente que há uma interpretação da justiça sobre o número de vezes que a ré cometeu o crime, mas somar daqui e multiplicar dali para se chegar a uma sentença dessas me pareceu bastante fantasioso, apesar de não conhecer muito de legislação penal. Acho que justo seria condenar um traficante a 500 anos de prisão por ele ter provocado a morte de dezenas, centenas de pessoas que morreram de overdose. Acho justo colocar alguem atrás das grades por 200 anos por ter assassinado a sangue frio seus próprios pais. Estas pessoas tiraram vidas e vidas não tem preço. Agora é justo quase 100 anos de prisão para quem importou bolsas Victor Hugo alegando que pagou 50 enquanto na verdade elas custaram 500?

Diante dos olhos de muitos, o único crime que Eliana Tranchesi cometeu foi ser bem sucedida, o que nesse país significa que a pessoa ou roubou alguém ou tem esquemas no governo. Não me parece o caso! Que pena deveriam receber então os milhares de camelôs que se espalham pela cidade de São Paulo e, semanalmente, trazem contrabando do Paraguai para ser vendidos sem nenhuma taxa, imposto ou alavará? Será que só porque eles são pobres é aceitável que façam isso? O fato da dona da Daslu ser "A Dona da Daslu" a torna uma criminosa? Na verdade acho que criminosos deveriam ser aqueles que atentam contra a moral do povo brasileiro. Refiro-me aqui a juizes que querem discutir aumentos dos seus gordos salários enquanto o mundo inteiro vive uma crise que culmina em fechamento de empresas e desemprego. E também a deputados bem remunerados envolvidos em escândalos, maracutais, mensalões e roubo discarado do dinheiro público.

Pra finalizar: cocaína só fortalece o tráfico porque muita gente cheira. O ladrão só rouba porque deixaram a porta aberta. Da mesma forma a sonegação de impostos só existe porque o governo nos ferra cada vez mais. Não vamos ser medíocres e dar lições de moral querendo provar que rico também vai pra cadeia. Isso já acontece. Precisamos é por atrás das grandes os verdadeiros responsáveis pela dilapidação do dinheiro público - esses nem perto das cadeias passam!

2 comentários

dudu disse...

Como jornalista, o senhor deveria ser o primeiro a elogiar a punição de um criminoso, seja ele de qualquer status social. lamentável seu artigo.


Luís Eduardo Machado
Eletrotécnico
Bagé - RS

Ogg Ibrahim disse...

Lamentável meu caro leitor é a imoralidade que eu cito no artigo - juizes exigindo aumentos mirabolantes enquanto milhares de trabalhadores nesse país estão perdendo o emprego. Lamentável é saber que milhões de contribuintes, acredito que até o senhor mesmo, comprem recibos falsos e forjem o imposto de renda para pagar menos. Lamentável mesmo caro leitor é não ver na cadeia gente que rouba muito mais e ainda decide as leis que devemos seguir nesse país.

Postar um comentário