sábado, 12 de dezembro de 2009

Mulheres... Vai entender!

Adoro-as mas faço um esforço danado para entendê-las. E quando penso que descobri a pólvora, pronto, outro ataque coloca tudo por água abaixo. Estou falando de vocês, mulheres. É claro que não posso generalizar porque não conheço todas. Mas conheci uma boa horda feminina que me permite filosofar sobre a espécie.

Hetero convicto meu destino está traçado a viver o resto da vida ao lado desse ser tão ímpar, tão único e tão complicado chamado mulher. Então tento me adaptar da melhor maneira possível. Mas confesso: êta tarefinha difícil. Vamos aos exemplos.

Era uma sexta feira, dia de dar uma saidinha. Gosto de botecos durante a semana, mas nos findi prefiro uma reuniãozinha caseira. Acordei cheio de amor pra dar pra dona Débora, minha mulher, enchendo-a de beijos e carícias pra depois avisar "Amor, temos jantarzinho hoje na casa do fulano". Digo isso e corro pro banheiro antes de ouvir o berro: "PQP... E VOCÊ SÓ ME AVISA AGORA?" É amor, só agora, DEZOITO HORAS ANTES, oras! Imagina se eu ligo as cinco da tarde. E não era uma festa não, era um jantarzinho na casa de amigos íntimos. Durante o dia recebi 35 telefonemas dela. Uns perguntando quem vai estar lá, outros perguntando o que usar, outros tantos querendo saber se vai ter comida. E ao final de todos eles a famosa frase: NÂO TENHO ROUPA PRA IR!!! BUÁÁÁÁ´!!!

Chego em casa, parece que ainda estou escutando o eco do buááááá...! Na verdade é o chororô que continua. Mas eu pressiono, boto um jeans, camiseta e tênis em cinco minutos e sento no sofá com aquele ar impaciente. Duas horas depois, conseguimos sair de casa, e ela ainda reclamando: "ESSA ROUPA TÁ PÉSSIMA, TO ME SENTINDO PÉSSIMA. TO HORRÍVEL NÃO TÔ? Não meu amor, você vai ser a mulher mais linda da festa. NÃO VOU NÃO. TÔ HORRENDA, NÃO TÔ? DIZ... Tá meu amor, tá horrível! CATAPLOFT!! E o tapa come na oreia. Vai entender!

Dia seguinte, sabadão, outro jantazinho na casa de outros amigos. Mas esse eu já tinha avisado três dias antes. Mesmo assim ouvi de novo o "*&#%$!@$%, PORQUE NÃO ME AVISOU ANTES???" Ai meu Deus, vai começar a ladainha da roupa. Só que dessa vez fui mais complacente. Fui lá no quarto, abri os armários, escolhi algumas opções e joguei em cima da cama. Na verdade a vontade era de enfiar goela abaixo pra parar aquele chororô infernal. Até que em um determinado momento daquele drama ela gritou: NÃO VOU MAIS, VAI SOZINHO! Tá bom, peguei a chave do carro, a garrafa de vinho e chamei o elevador. Desci, entrei no carro, abri a garagem e antes de trocar para a segunda marcha, o celular toca: "NÃO ACREDITO QUE VOCÊ VAI ME DEIXAR AQUI SOZINHA?" Ué, to seguindo ordens. Não mandou eu ir sozinho? Vai entender!

Mulher é mesmo assim. Quando diz NÃO quer dizer SIM. Quando diz SIM, quer dizer TALVEZ e quando diz TALVEZ quer dizer DE JEITO NENHUM! To mentindo?" Olha só: AMOR, TO GORDA! Não tá não. TO SIM, TO HORRÍVEL. Não tá amor, tá otima. NÃO MENTE, DIZ... TO IMENSA NÉ? Tá bom, engordou um pouquinho sim. CATAPLOFT!!! Vai entender!

7 comentários

Debora disse...

Ainda bem que isso só acontece uma vez por mes né amor? Já imaginou se fosse toda semana?! Credu, nem eu ia me aguentar!
Te amo!

Ana Beatriz Camargo disse...

Acertou em cheio. Acertou em tudo. Aí como é difícil admitir que nós somos assim mesmo, chatas, complicadas, quase indecifráveis, quase impossíveis de sintonizar, viu? Mas quer saber, o melhor de ouvir tudo isso de vocês é que, quando acabam e concluem, vocês sempre dizem "mas não vivemos sem elas". É isso mesmo, vocês NÃO vivem sem nós e ponto final.

Assim como você, mas com a visão do lado do jogo em questão, eu postei isso aqui: http://declarando.blogspot.com/2009/03/ah-mulherada.html :-)

Bem, o elogio é aquele de sempre, combinado?

Beijos!

crocelli disse...

Adoreiiiiiii mas a reciproca é verdadeira nós mulheres também nunca entendemos os homens.
Teresa

Silene Silva disse...

Ahahaha... Muito bom, Ogg! A melhor parte é que no final tudo dá certo. Quando a mulher diz que está feia, ou que não está bom, na verdade quer apenas um elogio..just!

Luciana disse...

Meu querido,

Que é uma missão e tantas, aguentar uma mulher, isso não tenho a menor dúvida , mas sendo sua mulher minha sobrinha e a conhecendo como conheço...... sei que a tarefa fica um tanto mais complicadas, hahahaha!!! Mas vai firme que vale a pena, continuar uma gde e verdadeira história de amor!!!

Mta hora nessa paciência, linduuuu!!!!!

Em breve estaremos juntos, obaaaa!!!! Um aótima semana!

Edi disse...

Ogg, adoro teu blog, mas lendo o texto hj fui ouvindo em pensamento aquela musica do filme "missao impossivel"!!

Mas como disse alguem ai ja "a reciproca é verdadeira"!!!rsrsrs

Eryck Taques disse...

Começei a ler seu blogue hj.
Tô achando até legal.
Cheguei a ele através do blogue do R7.
Acho legal ver repórteres tão sérios na televisão.
Escreverem sobre assuntos mais descontraídos.
Parabéns.

Postar um comentário